De acordo com o filósofo grego Aristóteles, o homem é um animal social. Para ele, a nossa alegria plena só pode ser encontrada a partir da relação com as pessoas de nosso grupo social, independentemente de qual seja ele. Por isso, é possível afirmar que a socialização na terceira idade é fundamental.

Muitas vezes, chegar a uma idade avançada pode ser um processo solitário. A limitação de movimentos ou até mesmo a falta de companhia para realizar atividades faz com que os idosos se isolem socialmente, se fechando em seu mundinho e comumente reduzindo as suas saídas de casa.

Pouco a pouco, isso traz consequências negativas tanto para a saúde emocional quanto para a física. Por isso, pensamos em criar um artigo para que você saiba como devemos abordar esse tipo de questão e também oferecer dicas de como melhorar a socialização de nossos idosos nesse período tão importante de suas vidas. Boa leitura!

O que é a socialização?

Como mencionamos no início de nosso texto, a socialização é extremamente importante para o ser humano. Mas afinal, por qual razão isso acontece? Por que podemos afirmar que nenhum homem é uma ilha e que precisamos de interação social para nos tornarmos mais felizes e completos?

A palavra socialização pode ter alguns vieses muito diferentes. Ela pode ser vista por um ponto de vista sociológico, caracterizando as próprias interações sociais e a integração de um indivíduo no todo, ou também observada por um modo mais intimista e pessoal.

Na primeira maneira, o termo se correlaciona com a concepção de sociedade. Para os estudiosos, a socialização consiste na integração de uma pessoa com o meio ao seu redor, absorvendo a linguagem daquele povo, seus costumes e sua visão de mundo e fazendo parte daquele aglomerado.

Já no segundo, a socialização diz respeito à capacidade de conseguir interagir pessoalmente com outras pessoas. Para que ela ocorra, é necessário também que o indivíduo esteja integrado na sociedade. Por essa razão, a inclusão é extremamente importante para que os mais diversos grupos etários e étnicos possam deixar de se sentir tão solitários.

Por que a socialização é importante?

Agora que já compreendemos a questão da socialização e sabemos o que esse termo realmente significa, precisamos entender os motivos de sua importância, especialmente na terceira idade. O isolamento social é particularmente prejudicial para o idoso em vários níveis, indo desde o físico até o emocional. Isso ocorre porque a falta de interação social traz consequências negativas e pode prejudicar o indivíduo de modo profundo.

No campo emocional, podemos destacar a depressão como uma das maiores consequências da falta de socialização. Se manter isolado, não conversar e não interagir é uma maneira simples de desenvolver problemas relacionados a esse.

No campo mental, é importante ressaltar que a interação com outras pessoas é uma responsável direta pela estimulação cerebral. Por isso, conversar, contar e ouvir histórias e se conectar com outras pessoas é fundamental para que a mente seja sempre estimulada, evitando não só a depressão ou a ansiedade, como também problemas cognitivos.

Por fim, o setor físico do idoso também é afetado com a falta de interação social. Isso ocorre principalmente por conta da falta de atividades físicas, já que ao sair menos, a pessoa também se exercita com uma frequência reduzida. Na terceira idade, a falta de atividades físicas é uma porta de entrada para problemas como a obesidade, a diabetes e várias outras doenças.

Como podemos incentivar a socialização na terceira idade?

Agora, chegou a hora de descobrirmos algumas dicas para melhorar efetivamente a socialização na terceira idade! Vamos lá?

Busque clubes do interesse dos idosos

Conversar e interagir com pessoas que tenham o mesmo interesse que você é fundamental, não é mesmo? Isso não é nada diferente para pessoas da terceira idade e por isso, incluí-las em grupos em que elas se sintam parte de algo maior é muito importante.

Os grupos em questão podem ser dos mais variados temas, normalmente envolvendo questões culturais. Clubes de leitura, por exemplo, que se reúnem para a discussão de um livro; clubes de tricô, de bordado, etc.

Incentive a participação em programas de voluntariado

Ajudar o próximo é uma atividade muito engrandecedora e que de quebra pode ajudar e muito na socialização de idosos. Por isso, que tal ajudar a alguém e ainda fazer novas amizades?

Essa ajuda pode ser feita das mais diferentes maneiras e sempre respeitando as limitações de cada pessoa. Visitar orfanatos, asilos ou abrigos de animais, por exemplo, é uma boa pedida e sempre há tarefas para todos. Muitas vezes, a ajuda vem justamente do ato de passar um tempo com os indivíduos que ali estão e bater um papo descontraído.

Adote um animalzinho de estimação

Já que falamos sobre animais, por que não considerar a possibilidade de adotar um pet de companhia para o idoso conviver? Ele pode ser de uma raça específica, compatível com as necessidades daquele indivíduo, ou mesmo adotado e sem raça definida, mas com as características de animais de raça.

Seja um cão ou um gato (além, é claro, de muitas outras opções de bichinhos), esses companheiros ajudam na socialização pois fazem com que os idosos os levem para passear e encontrem outros apaixonados por animais para conversar. Além disso, essa é uma companhia para todas as horas e a solidão deixará de ser um problema constante.

Matricule o idoso em aulas de atividades físicas

Por fim, as atividades físicas são uma outra maneira interessante de integrar os idosos na sociedade e incentivar a sua socialização. Isso acontece porque as aulas geralmente são específicas e por isso, há muitas outras pessoas dessa faixa etária participando daquele momento.

Aulas de hidroginástica, yoga ou pilates, por exemplo, são ótimas para que os idosos possam conhecer outras pessoas e também fazer uma conexão mais profunda com eles mesmos. Assim, conseguimos melhorar não só a socialização desses indivíduos, como o autoconhecimento e a inteligência emocional deles.

Chegamos ao fim de nossa conversa! Como podemos observar, a socialização na terceira idade é um fator muito importante para garantir a integridade física, mental e emocional de nossos idosos. Portanto, ela deve ser incentivada diariamente e a sua construção deve ser uma prioridade. Apenas assim a qualidade de vida dos pacientes idosos poderá ser melhorada!

Gostou deste artigo? Então, que tal saber ainda mais sobre o assunto? Confira nosso texto sobre algumas maneiras de envelhecer de forma saudável e tranquila e conheça outras dicas importantes para garantir a qualidade de vida na terceira idade. Boa leitura!