Aquela imagem que tínhamos dos idosos sentados e quietos em casa ou em algum lugar tranquilo já está ultrapassada há algum tempo. Afinal, o número de idosos que querem curtir essa fase conhecendo lugares novos vem crescendo cada vez mais. Mas você sabe qual é a importância de uma viagem na terceira idade?

Além de ser extremamente benéfico para a saúde física e mental do idoso e ser uma ótima opção de lazer, o ato de viajar também é uma das melhores maneiras de fazer com que relaxem e criem memórias inesquecíveis.

O turismo para idosos está progressivamente maior e já existem inúmeras agências especializadas nesse público que dão todo o suporte que precisam, como as indicações de destinos e os passeios mais adequados de cada roteiro. 

Sabendo disso, preparamos este post especial com os principais benefícios de investir nessa prática e aproveitar essa fase da melhor maneira: viajando! Quer saber quais são e a sua devida importância para o bem-estar da terceira idade? Então, continue a leitura e confira!

Benefícios da viagem na terceira idade

Melhora a memória

Você já deve ter ouvido falar que, com o passar dos anos, é comum que as pessoas apresentem uma maior perda de memória, não é verdade? A boa notícia é que esse sintoma da terceira idade pode ser trabalhado ou até melhorado com a realização de prazerosas viagens.

Isso é possível justamente porque o ato de viajar estimula o cérebro e aumenta a atividade mental, o que colabora para a criação de novas lembranças. De quebra, ainda permite que grande parte dos idosos se lembre de fatos antigos, que haviam sido esquecidos com o passar do tempo.

Proporciona bem-estar

Uma das principais razões para qualquer pessoa viajar é ter prazer e escapar um pouco da rotina, não é mesmo? Pois saiba que para a terceira idade isso não é muito diferente. Por mais que já sejam aposentados e não sofram com o estresse e o cansaço de trabalhar fora, a maioria dos idosos enfrenta a rotina doméstica, que grande parte das vezes é bem maçante, entediante e limitada.

Viajar possibilita que essas pessoas saiam desse ambiente monótono, conheçam lugares novos, aproveitem a companhia de outras pessoas — ou até mesmo a própria — e ainda tenham saúde, motivação e bem-estar para dar e vender. Além disso, sua expectativa de vida tem aumentado cada vez mais e, com isso, elas passaram a ter mais tempo e disposição para conhecer novos ares.

Sendo assim, passear é uma ótima oportunidade para aproveitar o tempo com entes queridos, como familiares, amigos e até mesmo pessoas conhecidas por meio da agência de viagens ou do local que está sendo visitado.

Contribui com a saúde física

As viagens geralmente envolvem atividades físicas, como passeios e caminhadas que, além de serem extremamente prazerosas e proporcionarem bem-estar, fazem bem à circulação e oxigenação do sangue e diminuem a pressão arterial do idoso.

Além disso, os momentos de descanso proporcionados pelo turismo e o contato com o ar puro, principalmente quando o destino escolhido se localiza em meio à natureza, também colaboram para a melhora do sistema circulatório e respiratório.

Portanto, a viagem na terceira idade, além de ser uma ótima opção para quem quer curtir alguns dias de lazer sozinho ou acompanhado, também traz diversos benefícios para o corpo e para a mente, fora que também permite maior contato com lugares, paisagens e culinárias diferentes. Não é demais?

Aumenta a rede de amparo social

Por conta de passarem muito tempo sozinhos em casa, alguns idosos sentem-se solitários e desanimados para se socializar. Os familiares não visitam com tanta frequência e os amigos, muitas vezes, não estão mais por perto.

Durante uma viagem, a chance de se obter contato com novas pessoas e construir novos relacionamentos e amizades cresce consideravelmente, principalmente quando se trata de um passeio em grupo.

Sendo assim, o turismo é uma ótima maneira de fazer com que a terceira idade crie e fortaleça laços, tanto com pessoas novas quanto com as já conhecidas, e tenha com quem compartilhar as lembranças ou planejar novas viagens depois que voltar para casa.

Desenvolve a autoconfiança e a criatividade

Quem viaja tende a encarar a vida de uma maneira muito mais positiva, além de passar a ter o hábito de melhorar suas atitudes e perspectivas. Por isso, viajar na terceira idade pode deixar os idosos mais confiantes e com uma intensa sensação de liberdade e segurança.

A viagem na terceira idade também desperta exatamente o inverso do que o corpo vivencia em situações de estresse, que é o enfraquecimento das redes neuronais. Portanto, visitar outro país, aprender outra língua e conhecer o que é diferente faz com que o idoso reflita sobre diversos fatores que não está acostumado, o que acaba estimulando a sua criatividade.

Beneficia o estado emocional

Conhecer lugares novos, além de ajudar o idoso a sair da rotina do dia a dia, também faz com que ele distraia a cabeça, esqueça os eventuais problemas e fique com ainda mais vontade de viajar novamente. Isso acontece porque a viagem desperta a produção de endorfina e serotonina, hormônios que proporcionam sentimentos de euforia, alegria e expectativa de ótimas experiências.

Além disso, acabam sendo fatores determinantes e suficientes para afastar qualquer tipo de preocupação da cabeça, aliviando ou até mesmo diminuindo quadros de ansiedade e depressão e proporcionando maior autoestima e bem-estar ao idoso.

Por fim, podemos concluir que a viagem na terceira idade é uma ótima opção para que os idosos curtam alguns dias de lazer e aproveitem os diversos benefícios para o corpo e para a mente, além de permitir que conheçam novos lugares, paisagens e pessoas. No entanto, é preciso planejar os passeios com muita atenção para evitar contratempos. Por isso, é importante que os idosos consultem um médico assistente para a devida liberação para a viagem — principalmente os que forem mais dependentes.

E aí, gostou de saber quais são os principais benefícios de uma viagem na terceira idade? Então não deixe de compartilhar este post em suas redes sociais e mantenha-os sempre bem informados!