O envelhecimento traz uma série de problemas, que vão desde uma maior propensão a doenças até a imobilidade causada por complicações na coluna e fraqueza muscular. Diante disso, a atividade física na terceira idade é recomendada tanto para manter uma boa qualidade de vida quanto para controlar e prevenir as dificuldades dessa fase.

Essa prática também pode ser um ótimo momento para conviver e compartilhar alegrias e tristezas com outros idosos. Sendo assim, preparamos um post especial com os principais benefícios de manter o corpo ativo nessa fase da vida e garantir uma velhice muito mais saudável e com menos limitações.

Quer saber quais são? Então, continue a leitura e confira!

Benefícios da atividade física na terceira idade

Diminui o risco de doenças cardiovasculares

Independentemente do peso ou da idade do idoso, a atividade física na terceira idade afasta o risco de a pessoa desenvolver doenças cardiovasculares, uma vez que a prática:

  • aumenta o colesterol bom;
  • diminui os níveis de triglicérides;
  • mantém o sangue fluindo suavemente.

Melhora o sono

A atividade física também melhora o sono justamente por controlar o relógio biológico do corpo, que cumpre o seu papel conforme a variação da luz do dia: na parte da manhã e da tarde, proporciona mais energia; e à noite, ajuda a relaxar. Portanto, se o idoso não dorme muito bem durante a noite ou sofre de insônia, o melhor horário para praticar exercícios físicos é pela manhã. É que durante o dia o corpo vai liberar mais endorfina e, assim, fará a pessoa se sentir com muito mais disposição e energia.

Amplia a resistência muscular e a flexibilidade

Alguns exercícios de força, como levantamento de pesinhos ou movimentos de ioga, são benéficos para os idosos porque eles:

  • aumentam a resistência muscular;
  • queimam mais calorias;
  • melhoram a disposição;
  • fortalecem os ossos.

Já os de alongamento são muito importantes para:

  • melhorar a flexibilidade;
  • aprimorar o reflexo;
  • facilitar os movimentos do dia a dia;
  • proteger os músculos, tendões e articulações de possíveis lesões, dores e machucados;
  • evitar os impedimentos para realizar algumas atividades, por mais simples que pareçam.

Reduz o estresse e combate a depressão

Quando praticamos alguma atividade física, o nosso cérebro libera a serotonina e a endorfina, substâncias responsáveis pela sensação de bem-estar e felicidade. Elas ajudam a controlar as emoções, agem como calmantes naturais e aliviam o estresse e a ansiedade.

A depressão é causada por uma falha nos neurotransmissores responsáveis por essas substâncias. E a boa notícia é que o tratamento com medicação antidepressiva pode ser combinado com a prática de exercícios físicos, justamente por melhorar essa produção e proporcionar efeitos químicos idênticos aos das medicações. Não é demais?

Emagrece e controla o peso

Esse é um dos principais benefícios de praticar atividade física na terceira idade, bem como ao longo da vida. Afinal, ela queima muitas calorias, melhora a postura e combate a obesidade. E quanto mais intensa for, melhores serão os resultados. Uma hora rápida de caminhada queima por volta de 400 calorias. Se esse ritmo for mantido, pode eliminar até meio quilo por semana — desde que esse hábito seja acompanhado de uma alimentação saudável e equilibrada.

Previne o enfraquecimento do cérebro

Conforme se envelhece, o cérebro vai sofrendo um desgaste natural. Em algumas pessoas, isso pode levar a algumas doenças como o Alzheimer, que destrói as células do local e faz o indivíduo perder muitas funções cerebrais. Infelizmente, a atividade física na terceira idade não consegue curar e exterminar essa doença. No entanto, ajuda a fortalecer o cérebro contra o enfraquecimento que começa a acontecer a partir dos 45 anos.

Além disso, manter uma vida mais ativa, principalmente nessa faixa de idade, aumenta os compostos químicos e previne alguns danos no hipocampo — uma parte muito importante para a memória e o aprendizado.

Possibilita a socialização

Se exercitar em grupo também é uma ótima maneira de os idosos passarem mais tempo com pessoas queridas em um ambiente legal e descontraído. Para que essa socialização aconteça, eles podem:

  • participar de exercícios promovidos em praças comunitárias;
  • passear com seus animais de estimação;
  • fazer aulas de dança;
  • frequentar uma academia.

Praticar atividades ao ar livre também faz muito bem para o corpo. O sol ajuda a sintetizar a vitamina D, nutriente que fixa o cálcio nos ossos e os fortalece ainda mais, o que é bom para prevenir a osteoporose. Para completar, o contato com a natureza pode ser uma higiene mental muito gostosa e prazerosa para a terceira idade.

Retarda o envelhecimento

Quem pratica atividade física tem uma vida mais longa e com bem mais qualidade. Além disso, esse hábito retarda o envelhecimento e ajuda no controle, no tratamento e na prevenção das doenças crônicas mais comuns. São elas:

  • hipertensão;
  • diabetes;
  • problemas cardíacos e respiratórios;
  • varizes;
  • distúrbios mentais;
  • artrite;
  • artrose;
  • dor crônica.

Aumenta a energia

A atividade física é uma solução natural e bastante saudável para aumentar o nível de energia do idoso. Afinal, enquanto ele se exercita, seu corpo libera os hormônios epinefrina e norepinefrina, produzidos por conta do estresse físico. Eles, por sua vez, dão muita disposição para encarar o exercício e ainda conseguem acelerar a recuperação. Como resultado, o idoso se sente mais disposto para fazer suas tarefas diárias no restante do dia.

Promove a autoconfiança

Conseguir atingir um objetivo de uma atividade física é muito satisfatório para qualquer pessoa. Além de desenvolver a disciplina, deixa o praticante ainda mais confiante ao perceber que conseguiu vencer mais um desafio. Isso promove um sentimento de felicidade sem igual!

Como podemos notar, a prática de atividade física na terceira idade contribui para uma velhice mais ativa, saudável e longe das limitações. Além disso, afasta as doenças comuns dessa fase e promove muito mais energia e disposição. Mesmo assim, é essencial que o idoso procure uma clínica especializada no envelhecimento e faça um check-up geral de sua saúde antes de começar a rotina de exercícios, combinado?

E aí, gostou de conhecer os principais benefícios de praticar atividade física na terceira idade? Quer mais informações sobre saúde e bem-estar? Então, curta a nossa página no Facebook e acompanhe todas as atualizações!