banner agende uma consultaPowered by Rock Convert

Com o passar dos anos, é natural que o corpo humano apresente maior carência de acompanhamento médico. Por isso, para manter uma pessoa idosa com a saúde em dia, é essencial contar com ajuda profissional que pode apenas ser obtida com a ida ao médico.

Ao mesmo tempo, é completamente normal que o seu parente levante objeções sobre o tema, e até se recuse a consultar especialistas. Sua opinião, claro, deve ser ouvida com muita atenção mas, ao mesmo tempo, é interessante tentar fazê-lo entender como isso pode beneficiá-lo.

Pensando nisso, elaboramos este texto com dicas para ajudar você na hora de conversar com o idoso sobre a importância da ida ao médico. Continue lendo e confira!

A importância do acompanhamento médico na terceira idade

Todos os seres humanos, desde o momento de seu nascimento, só tem a se beneficiar com uma rotina de acompanhamento médico. Só desta maneira é possível tratar e prevenir doenças enquanto se mantém um estilo de vida ativo e saudável.

Com a chegada da fase idosa, duas coisas costumam acontecer: A necessidade de consultar especialistas aumenta enquanto a disposição para tal diminui. Muitas vezes essa indisposição se dá por experiências negativas que a pessoa tenha passado ao longo da vida. Outras vezes, é apenas falta de conhecimento.

O fato é que uma rotina médica na terceira idade pode ser crucial para garantir um envelhecimento saudável. O médico é capacitado para identificar mudanças nas necessidades do idoso e sanar dúvidas que possam perturbar sua estabilidade emocional.

Por todos esses motivos, a conversa com seu parente sobre a ida ao médico deve ser feito de forma cautelosa. Por se tratar de um assunto tão delicado, abordá-lo com cuidado e atenção é muito importante. A seguir, vamos apresentar algumas dicas para realizar esse diálogo.

Dicas para conversar com o idoso sobre a ida ao médico

Como já falamos, esse é um assunto sensível para muitas pessoas. Por isso, antes de mais nada, é preciso se certificar-se de ter calma, paciência e empatia para começar a conversa. Vamos conferir as principais dicas!

Deixe clara a importância da ida ao médico

Em algumas ocasiões, o idoso simplesmente não vê necessidade em visitar o médico pois se sente completamente saudável. É importante compreender e aceitar isso, mas, ao mesmo tempo, apresentar contrapontos.

Explique que visitar um médico especializado em envelhecimento ativo pode não apenas tratar problemas já detectados, como dores crônicas e falta de sono, mas também evitar que outras doenças se proliferem. Quanto mais cedo uma doença for detectada, mais suave e menos agressivo será o tratamento.

Explique as vantagens de encontrar um doutor de confiança

É natural que pessoas tenham dúvidas íntimas sobre o próprio corpo e saúde, e que não se sintam confortáveis em compartilhar isso com amigos ou, até mesmo, parentes. Ao encontrar um médico de confiança, o idoso terá maior segurança para falar com sobre sua condição e sanar qualquer tipo de dúvida sobre sua saúde.

Proponha um diálogo aberto e saudável

A pior coisa que você pode fazer para convencer alguém é forçar a barra. Ao iniciar a conversa sobre a ida ao médico tenha certeza de ouvir o que o idoso tem a dizer e busque entender suas preocupações. Escute antes de falar. Ao perceber que você está disposto a entender seus receios, é provável que a pessoa se mostrará mais aberta a ouvir o que você tem a dizer.

Explicar ao idoso a importância da ida ao médico é fundamental. Mais que isso, é preciso garantir que ele será levado a uma clínica que conte com profissionais qualificados e que possam oferecer os melhores serviços para beneficiar sua saúde e bem-estar.

E aí, pronto para ter aquela conversa com seu parente e explicar a importância de visitar o médico? Para saber como uma clínica bem-conceituada pode ajudar, entre em contato com a gente!