banner agende uma consultaPowered by Rock Convert

À medida que a expectativa de vida cresce no mundo, a população idosa aumenta. Aqui no Brasil, 30 milhões de pessoas já chegaram à terceira idade, segundo dados do IBGE. Diante dessa realidade, faz-se necessário investir mais na saúde preventiva para idosos, com o intuito de possibilitar não só que eles vivam mais, mas também que tenham um envelhecimento ativo e de qualidade.

Neste texto, falaremos mais sobre isso e mostraremos quais cuidados devem ser tomados para garantir um bom envelhecimento. Você não precisa ser idoso para se interessar por esse assunto, pois falar sobre saúde preventiva é exaltar a importância de se preocupar em envelhecer bem, antes do envelhecimento chegar. Acompanhe!

Qual a importância da saúde preventiva para os idosos?

A medicina preventiva para idosos é a forma de melhorar a qualidade de vida conforme as pessoas ficam mais velhas. Resumidamente, significa preocupar-se em envelhecer de forma saudável e feliz. Quem é que não quer chegar na terceira idade com saúde?

Existem muitas doenças decorrentes do envelhecimento que podem ser evitadas ou controladas. A diabetes e a hipertensão, por exemplo, quando tratadas não trazem risco de complicações futuras. Já a pneumonia e herpes zóster podem ser evitadas por meio de vacinação e boa alimentação, e o acompanhamento médico permitirá o cuidado com doenças como a osteoporose. Por isso, é muito importante ter o auxílio de uma equipe médica especializada na saúde do idoso.

Entretanto, quando falamos sobre qualidade de vida, não estamos nos referindo somente à saúde física e mental. Investir em envelhecimento ativo garantirá que o idoso continue tendo a sua independência para poder participar de questões sociais, econômicas, culturais e civis. Afinal, uma vida ativa é vital para ter uma boa saúde psicológica. 

Quais cuidados devem ser tomados para garantir a saúde dos idosos?

As condições físicas e mentais do idoso também são questões importantes para a medicina preventiva, pois não há como uma pessoa idosa ter uma vida ativa se ela estiver debilitada e frágil.

Confira a seguir, alguns cuidados que devem ser tomados para evitar o surgimento de doenças e a ocorrência de acidentes na terceira idade

Cuidados em casa

Os idosos estão mais suscetíveis a quedas dentro de casa e, infelizmente, as fraturas decorrentes disso são um problema na terceira idade, já que os ossos não têm o mesmo poder de regeneração.

Para evitar acidentes domésticos, é preciso fazer algumas mudanças na casa para torná-la mais segura. Nesse sentido, todos os cômodos devem ter barras para que o idoso possa se apoiar quando perder o equilíbrio. Além disso, os ambientes não podem ter escadas, degraus ou soleiras, e o piso (principalmente do banheiro) deve ser protegido com antiderrapante.

Elimine obstáculos em que o idoso tenha chances de tropeçar, como tapetes e móveis no meio do caminho. Por último, os interruptores e pontos de luz devem ser de fácil acesso, com o intuito de impedir que ele se aventure a caminhar no escuro.

Auxílio em tarefas cotidianas

Faz parte do investimento em saúde preventiva de pessoas na terceira idade, oferecer ajuda em tarefas do dia a dia. Quanto maior for a dependência e debilidade, mais ajuda o idoso vai precisar em tarefas simples, como alimentar-se, vestir-se e tomar banho.

Se ele for bem ativo e saudável, a família (ou o cuidador) só vai precisar ajudá-lo em tarefas que envolvam equipamentos perigosos, como cozinhar e limpar a casa. Também é necessário estar atento na hora da faxina e jamais deixar o idoso caminhar com o piso molhado, pois há grandes chances de queda.

Participação em atividades físicas

As atividades físicas são importantes em todas as etapas da vida, mas durante a terceira idade, elas se tornam essenciais para o bem-estar do idoso. Conforme o tempo passa, nosso corpo começa a perder o equilíbrio, surgem as dores nas articulações, os músculos perdem a força, os ossos ficam mais frágeis e a mobilidade é afetada de modo geral.

Desse modo, a melhor forma de prevenir ou melhorar esses problemas é por meio da prática de exercícios físicos. O cuidador, alguém da família ou um educador físico deve acompanhar o idoso nessa tarefa para incentivá-lo, supervisioná-lo e ajudá-lo, caso precise.

Se ele for sedentário, pode dar início às atividades físicas praticando exercícios mais leves como pilates, hidroginástica e yoga. Já os idosos que são ativos e estão acostumados podem fazer corridas e musculação. É claro que, como já foi dito, tudo deve ser supervisionado e aprovado por um profissional da área.

Todo idoso precisa de um acompanhamento médico?

Você pode até ser uma pessoa saudável hoje, mas isso não significa que você está isento de ter alguma doença no futuro — é justamente sobre isso que se trata a medicina preventiva. Então, a resposta é: sim, todo idoso ou pessoa que está entrando na terceira idade precisa de um acompanhamento médico, seja para prevenção ou tratamento de enfermidades.

O profissional mais indicado para tratar da saúde do idoso é o geriatra. Esse especialista é conhecido como o médico de pessoas na terceira idade, pois cuida de todo o organismo do indivíduo e não só de um órgão em especial.

No entanto, mesmo com o acompanhamento de um geriatra, não abra mão de fazer consultas periódicas com outros médicos especialistas como cardiologistas, endocrinologistas e dermatologistas. Para garantir uma boa saúde nessa fase da vida é preciso ter uma assistência médica completa, ou seja, o acompanhamento vários profissionais da área da saúde (médicos, nutricionistas, dentistas e fisioterapeutas) precisam trabalhar juntos.

Perceba então que a saúde preventiva para os idosos é um assunto muito sério, afinal, com sorte, todos nós chegaremos na terceira idade. Por mais que muitas pessoas enxerguem o envelhecimento com pesar, ela não significa ficar mais fraco ou menos ativo. Tenha em mente que é possível ter um envelhecimento com qualidade, desde que os cuidados que garantem um organismo, corpo e mente saudáveis comecem agora!

E aí, gostou do conteúdo? Está interessado em investir em medicina preventiva para ter um envelhecimento ativo? Então, entre em contato conosco e conheça mais sobre o trabalho dos médicos da clínica Longevitat!