O sistema imunológico é fundamental para o organismo, protegendo o corpo humano de infecções e doenças que podem ser ocasionadas com a entrada de vírus e bactérias. Para evitar que isso aconteça, é fundamental melhorar a imunidade.

O processo de envelhecimento acaba, naturalmente, reduzindo a capacidade do nosso sistema imunológico, e nesse período da vida, nos tornamos mais suscetíveis para algumas doenças. Por esses motivos é essencial ter hábitos que melhorem a imunidade, principalmente para envelhecer de forma saudável.

Pensando nisso, separamos 6 dicas que vão ajudar a melhorar o sistema imunológico, garantindo saúde e qualidade de vida na terceira idade. Confira!

Como melhorar a imunidade na terceira idade

1. Tenha uma boa noite de sono

O sono é um fator muito importante para manter o organismo saudável. Noites mal dormidas, ou com poucas horas de sono (8 horas é o ideal), aumentam os níveis hormonais, levam ao estresse e reduzem a imunidade. Isso estimula inflamações e também o risco para doenças cardíacas.

Um dos grandes problemas atualmente é a luminosidade excessiva (celular, TV, computador) antes de dormir. Ela atrapalha a produção de melatonina, hormônio produzido pelo estímulo da escuridão que induz o sono e regula o ciclo diário e noturno. A melatonina ainda ajuda a modular o sistema imunológico, por isso, é importante abandonar o uso de eletrônicos perto da hora de dormir.

2. Alimente-se de forma saudável

A dieta saudável não deve ser associada somente à manutenção de boa forma física e emagrecimento. Uma nutrição com qualidade na terceira idade afeta diretamente o organismo e ajuda a melhorar a imunidade. O alto consumo de açúcar diminui a capacidade de o sistema imunológico combater as bactérias e vírus que invadem o organismo, por isso, é importante evitar excessos. O mesmo se aplica ao consumo exagerado de carboidratos.

Assim como o açúcar, essa substância inibe a ação das células de defesa, reduzindo a imunidade e tornando o sujeito suscetível às doenças que são comuns no período da terceira idade. Quando possível, prefira alimentos integrais e com fibras. O bom funcionamento do intestino também é importante para que o organismo consiga realizar suas funções de forma adequada.

Invista em vitaminas

As vitaminas são essenciais para fortalecer e melhorar a imunidade, algumas delas estão presentes em frutas cítricas como laranja, acerola (vitamina C), cenoura e abóbora (vitamina A), e grãos como milho e canola (vitamina E).

Inclua ômega 3 na alimentação

O ômega 3 é um ácido graxo essencial e grande aliado do sistema imunológico, ajudando na prevenção de doenças (incluindo as cardíacas) e alguns tipos de câncer. Pode ser encontrado em peixes, azeitonas e azeites.

Mantenha-se hidratado

A água lubrifica vias aéreas, evitando que algumas infecções e alergias atinjam nosso organismo. Além disso, ela auxilia na renovação celular. Mantenha o consumo de água em pelo menos 2 litros diariamente.

Compre menos produtos processados

Os alimentos ultraprocessados contêm conservantes, corantes e aditivos químicos, além de outras substâncias nocivas, responsáveis pela liberação de radicais livres e processos inflamatórios.

3. Pratique exercícios físicos

Outro grande aliado para manter a saúde do corpo e melhorar a imunidade, é o exercício físico. Praticar atividades físicas estimula a produção de substâncias químicas do nosso corpo que aumentam a sensação de bem-estar e melhoram a qualidade de sono, aspectos que influenciam no funcionamento do sistema imunológico.

Pelo menos 30 minutos de exercícios diários já são capazes de ajudar o sistema imunológico a combater infecções. No entanto, nem todos os exercícios são recomendados para pessoas da terceira idade.

Apesar de essenciais, os exercícios podem ser prejudiciais se realizados em excesso ou de forma errada. Para evitar lesões comuns em idosos e ainda assim executar atividades que contribuem para o organismo, veja alguns exercícios recomendados para a terceira idade:

  • caminhada;

  • musculação;

  • ioga;

  • alongamento;

  • pilates;

  • hidroginástica;

  • natação.

É importante ressaltar que em todos os casos, o indivíduo deve passar por uma avaliação médica antes de iniciar a atividade e, ao executá-las, tenha o devido acompanhamento de profissionais qualificados.

4. Livre-se do estresse

Vivemos em dias em que dificilmente o estresse não está presente. Trabalho, problemas financeiros, compromissos familiares, tudo contribui para que o nervosismo e a ansiedade apareçam. Esses sentimentos provocam a liberação de corticosteroides no organismo, hormônios conhecidos por exercer atividade imunossupressora (reduzindo a atividade do sistema imunológico).

O cortisol, hormônio também liberado pelo estresse, desregula o sistema imune fazendo-o atacar o próprio organismo. Altos níveis de estresse são os principais estímulos para desencadear doenças autoimunes. É importante encontrar atividades que proporcionem o relaxamento, auxiliando assim a melhora do sistema imunológico. 

Relaxamento por meio da meditação

A meditação oferece inúmeros benefícios, entre eles, ação analgésica e anti-inflamatória. As substâncias liberadas durante o exercício, auxiliam a diminuir os níveis de estresse e consequentemente, a manter a imunidade alta.

5. Exercite o cérebro

As atividades intelectuais que exigem estratégias e planejamento são capazes de exercitar a memória, auxiliando na melhora da imunidade. Esses exercícios mobilizam uma região do cérebro conectada ao timo, glândula localizada abaixo do pescoço e responsável pela produção dos linfócitos B e células-T (células de defesa do nosso organismo).

Exercite o cérebro por meio de jogos como os de tabuleiro, quebra-cabeças, e até mesmo jogos de celular. Além disso, artes como desenho e pintura podem exercer os mesmos benefícios.

6. Fique cercado de pessoas queridas

O isolamento pode levar o indivíduo à depressão e ao desequilíbrio emocional, por isso é um dos fatores que reduzem a eficiência do sistema imunológico. Mantenha-se rodeado por amigos e familiares queridos: esse é o grande segredo da longevidade.

Livre-se das relações tóxicas e dê maior atenção para as pessoas que lhe façam sentir bem-humorado, pois sorrir também é uma saída para se livrar do estresse. O riso inibe a produção de hormônios imunossupressores e libera endorfinas, substâncias que geram sensação de prazer e bem-estar.

Você pôde acompanhar 6 dicas para melhorar a imunidade na terceira idade, aumentando a longevidade. No entanto, é fundamental realizar exames de rotina conforme indicação de acompanhamento médico para manter a saúde em dia e elevar a qualidade de vida.

Gostou desse artigo? Então fique por dentro de todas as novidades, assine a nossa newsletter e receba conteúdos como esse em primeira mão!