“Que teu alimento seja o teu remédio e que teu remédio seja teu alimento.” Essa frase foi dita há mais de 2000 anos pelo filósofo Hipócrates, pai da medicina e precursor do tratamento e prevenção de doenças por meio da alimentação.

Hoje, contamos com técnicas avançadas de medicina, contudo a boa rotina alimentar continua sendo chave para uma vida saudável. Por isso, a nutrição para idosos vem ganhando cada vez mais importância na busca pelo prolongamento da qualidade de vida

Com uma suplementação alimentar bem-feita, é possível evitar doenças cardiovasculares, diabetes, distúrbios gastrointestinais. Sabendo disso, separamos 4 dicas para melhorar a alimentação na terceira idade e garantir um envelhecimento com mais disposição e saúde!

Entenda a importância da nutrição para idosos

A expectativa de vida do brasileiro vem aumentando ano após ano. Com isso, a preocupação por um envelhecimento saudável também cresce. Muito se fala de medicações e tratamentos, mas a nutrição é um dos fatores mais importantes para um envelhecimento de qualidade. 

Entender a importância da nutrição nessa faixa etária é fundamental tanto para o idoso quanto para seus familiares, afinal, a dieta alimentar para uma pessoa na terceira idade é diferente daquela de adequada a uma pessoa mais jovem. Isso ocorre pois, com o passar do tempo, o corpo apresenta alterações, como o aumento da massa gordurosa e diminuição da massa magra. Essas mudanças geram demandas diferentes que precisam ser reconhecidas e supridas de acordo com a necessidade de cada corpo.

Além de manter o corpo funcionando em sua melhor versão, a nutrição é essencial para o bem-estar geral da pessoa na terceira idade. Além de melhorar a disposição, a ingestão equilibrada de vitaminas e nutrientes favorece também a saúde mental, mantendo o idoso lúcido e ativo. 

Confira 4 dicas para melhorar a nutrição para idosos!

1. Incentive a ingestão de água

A hidratação é fundamental para o bom funcionamento do corpo. A água é responsável pelo transporte de nutrientes às células, ajuda na digestão e melhora o desempenho do coração. Na terceira idade, a hidratação é fundamental também para aumentar a resistência física.

Se não há hidratação adequada, o corpo pode entrar em um estado de racionamento. Isso causa a diminuição do repasse de água para a pele, cabelo e unhas, causando o ressecamento que traz prejuízos para a saúde e estética da pessoa.

A baixa ingestão de água também favorece problemas mais sérios, principalmente ligados ao sistema urinário. Quando o organismo apresenta baixo nível de água há um favorecimento ao desenvolvimento de bactérias na bexiga, podendo causar uma infecção urinária. O que, nos idosos, pode levar à complicações importantes.  

É considerado ideal o consumo de pelo menos 2 litros de água por dia, para repor o líquido perdido. A urina é um bom indicador de hidratação: é composta por 95% de água e é responsável pela liberação de diversas substâncias tóxicas. Portanto, se a urina estiver  em um tom amarelo-escuro, significa que corpo está precisando de mais água para seu funcionamento adequado.

2. Evite o consumo de açúcar

Evitar o açúcar pode ser uma tarefa muito difícil para algumas pessoas. Isso acontece principalmente nos casos em que há uma dependência do corpo pelos doces. Sua digestão é tipicamente rápida e logo alcança o cérebro, onde se transforma em serotonina — o neurotransmissor ligado ao bem-estar.

Contudo, essa sensação causada pela ingestão de açúcar não tem longa duração. Na verdade, ele é o grande inimigo de um envelhecimento saudável. O excesso na sua ingestão está ligado ao desenvolvimento de diabetes, doenças cardiovasculares e até depressão.

A recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é que a ingestão de açúcar corresponda a apenas 5% das calorias ingeridas diariamente. Por isso, evite que a pessoa idosa consuma produtos com alta taxa de açúcar, como é o caso de refrigerantes, barras de chocolates, biscoitos processados etc. 

3. Evite alimentos industrializados

O consumo de alimentos industrializados tornou-se ponto comum no dia a dia corrido da vida moderna. Esse hábito, porém, pode se mostrar nocivo à saúde, principalmente após os 60 anos.

De acordo com a OMS, o risco de câncer se torna maior com o consumo de carnes processadas, como salsicha, bacon e linguiça. Por isso, manter o idoso distante desse tipo de alimentação prolonga sua vida saudável e torna o processo de envelhecimento mais prazeroso.

O maior desafio, aqui, é a mudança de hábito. É comum que pessoas passem a vida inteira se alimentando de uma forma não tão saudável e tenham dificuldades em mudar essa condição após certa idade. Por isso, busque estabelecer uma rotina de alimentação saudável o mais cedo possível.

4. Inclua frutas, legumes e verduras na dieta

Se por um lado os alimentos processados devem ser evitados, os naturais devem ser incentivados. Legumes, verduras e frutas são alimentos ricos em vitaminas, minerais e fibras, e devem estar presentes na alimentação diária.

Além de promover um dia a dia com mais energia e vitalidade, esses alimentos ajudam a regular o intestino, evitando problemas comuns, como a prisão de ventre. Além disso, estão presentes na lista de alimentos que ajudam a baixar a taxa de triglicerídio e colesterol. 

Uma maneira interessante de incluir frutas na rotina de alimentação é para substituir alimentos açucarados. Isso porque frutas são ricas em frutose, que é uma espécie de açúcar natural. Diferente do açúcar industrializado, a frutose não traz alto risco a saúde, exceto se consumida em enorme quantidade.

O acesso a esses alimentos é fácil e de baixo custo, o que os torna ainda mais interessantes. Frutas, verduras e legumes podem ser encontrados em grande variedade em qualquer feira do bairro. Experimente diferentes sabores, escolha seus favoritos e inclua-os na alimentação diária.

Já ficou claro que a nutrição para idosos não pode ser negligenciada, não é mesmo? Essa é uma área que ganha cada vez mais espaço e atenção entre médicos e especialistas. Afinal, entender a importância da alimentação na terceira idade é o primeiro passo para uma rotina mais saudável e melhor qualidade de vida

Curtiu as dicas? Curta nossa página no Facebook e fique ligado para mais dicas saudáveis.