banner agende uma consultaPowered by Rock Convert

Você provavelmente já deve ter ouvido alguém na terceira idade dizer a famosa frase “meu corpo já não é mais o mesmo”. Saiba que essa afirmação não é um exagero, pois, com o passar do tempo, tendemos a perder mobilidade, equilíbrio e força. Por esse motivo é que pessoas idosas têm certas limitações e necessitam de cuidados especiais, como uma casa adaptada para idosos.

Como podem acontecer muitos acidentes dentro de casa, a adaptação dos cômodos de acordo com as necessidades dos idosos é muito importante. Neste texto, nós daremos algumas sugestões de mudanças que podem ser feitas para melhorar a locomoção de uma pessoa idosa dentro de sua própria casa. Quer saber mais? Então, acompanhe a leitura!

Boa iluminação

Problemas de visão são comuns nessa etapa da vida. Assim, o lar de um idoso deve ser o mais iluminado possível para evitar que o indivíduo se locomova pelos cômodos na escuridão, o que pode ocasionar vários acidentes.

Sendo assim, a primeira dica para ter uma casa clara é aproveitar a iluminação natural, ou seja, investir em portas e janelas que permitam a entrada da luz do sol. Optar por paredes brancas também é uma boa ideia, pois as superfícies claras refletem a luz e deixam o ambiente menos escuro.

Além disso, ao lado da cama do idoso, deve haver um interruptor de luz, e nos demais cômodos os interruptores precisam estar em lugares estratégicos e de fácil acesso para que o indivíduo não precise andar no escuro. O melhor a se fazer é instalar sensores de presença nas luzes e luminárias.

Portas e corredores largos

Alguns idosos têm a saúde mais frágil e, por isso, precisam usar andadores e cadeiras de rodas para se locomoverem. Uma casa ideal para idosos deve ter portas, vãos e corredores largos que possibilitem a passagem de uma cadeira de rodas tranquilamente.

A largura ideal é de 90 cm e, de forma alguma, pode ser inferior a 80 cm. As maçanetas indicadas são do tipo alavanca, tendo em vista que são mais fáceis de abrir, e precisam ficar localizadas em uma altura que uma pessoa de cadeira de rodas consiga alcançar.

Rampas no lugar de desníveis e escadas

Uma casa adaptada para idosos não pode ter escadas, degraus e desníveis. Esse tipo de obstáculo atrapalha a locomoção de qualquer idoso que use cadeira de rodas ou não. Portanto, o melhor a se fazer é substituir as escadas e desníveis por rampas de inclinação suave com antiderrapantes. Ao lado da rampa, é essencial que se tenha um corrimão onde o idoso possa se apoiar.

A situação fica um pouco mais complicada quando a casa tem dois andares. Se a pessoa não pode desembolsar uma grande quantia para adaptar a casa, a dica é passar todos os cômodos mais importantes para o primeiro andar. Para as pessoas que podem investir um pouco mais, há a opção de instalar um pequeno elevador de escada. Com esse mecanismo, o idoso não precisará subir ou descer as escadas.

Banheiro adaptado

O banheiro é o cômodo mais perigoso da casa para os idosos, afinal, é o lugar onde mais acontecem acidentes e, por isso, precisa de atenção na hora das adaptações. O ponto mais importante é que o local seja espaçoso, caso contrário um idoso que usa andadores ou cadeira de rodas não será capaz de ir ao banheiro sozinho.

Em segundo lugar, é indispensável a instalação de barras de segurança próximo do vaso e dentro do boxe. No que diz respeito à área molhada, o piso precisa ter revestimento antiderrapante e, perto do chuveiro, deve haver um banco basculante.

Uma casa adaptada para idosos, além de evitar que acidentes aconteçam, também oferece mais autonomia e independência aos seus moradores. Além do mais, ambientes mais seguros trazem conforto para toda a família do idoso, que não precisará mais se preocupar tanto.

Gostou do texto? Quer ter acesso a mais dicas como essas? Então não deixe de seguir a Longevitat no Facebook! Assim, você terá acesso a todas as novidades do nosso site e do nosso blog.